sábado, 2 de maio de 2015

O intruso, de Carina Rosa - Opinião

- Autora portuguesa
Editora: Chiado Editora
Sinopse: Sara é uma mulher deprimida e atormentada por um passado trágico. A casa que outrora pensara ser um refúgio contra as lembranças de uma vida que desejava esquecer, é agora um antro de sombras que a perseguem.
O reencontro com Martim, um rosto que lhe é de alguma forma familiar, de um passado longínquo, provoca-lhe uma avalanche de sentimentos que poderão mudar a sua vida para sempre. Mas o passado nunca poderá ser apagado e Sara vê-se obrigada a tomar decisões que podem fazer a derradeira diferença ente a vida e a morte.
Poderá Martim salvá-la de uma realidade que foge ao seu alcance? Ou poderá afundá-la ainda mais naquele poço sem fundo, em que não há saída possível, senão a morte?


Opinião: 
Há amores duradouros, há amores eternos e há amores obsessivos. O livro conta-nos a história de Sara, uma mulher com um passado que a atormenta e impede-a de ver a luz ao fim do túnel, até que se cruza com Martim. Depois de um longo período com uma grave depressão, uma consequência de um relacionamento que acabou mal, a entrada deste homem na sua vida parece ser um dia de Sol após uma longa temporada de chuva. 
De alguma forma, ela sente que os seus destinos já se tocaram, sente que o conhece de uma outra vida. Sob influência da sua amiga mais antiga, Sara começa a se relacionar com Martim, mas isto é apenas o início do seu pior pesadelo.
"O intruso" foi o romance de estreia da autora Carina Rosa, e devo dizer esteve muito bem. Já tinha lido outro título da autora e o  facto de ter gostado, levou-me a adquirir esta obra. O livro em si possui uma escrita fluída e sentida, com descrições bastante abrangentes dos locais, que no momento da leitura, somos como que colocados frente a frente com as zonas descritas e quase nos sentimos presentes no cenário.
Gostei particularmente da personagem Sara, que era uma pessoa terra-a-terra, uma lutadora que apesar de todas as dificuldades, erguia sempre a cabeça e rumava em frente. Comoveu-me a situação do companheiro fiel, mas quem não se comoveria? Ficamos sempre susceptíveis, principalmente quando somos fãs dos bichinhos e/ou temos algum em casa!
Adorei a história, e achei muito interessante o facto de abranger a temática do sobrenatural e de vidas pré-destinadas, algo que muita gente acredita. Aconselho :)

3 comentários:

  1. Dizem muito bem desta autora, espero ler em breve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já li dois livro e um conto, gostei bastante de todos :)

      Eliminar
    2. já li dois livro e um conto, gostei bastante de todos :)

      Eliminar