sábado, 28 de janeiro de 2017

Split second [Pivot point 2], de Kasie West - Opinião

Título original - Split second
Sinopse: Life can change in a split second.
Addie hardly recognizes her life since her parents divorced. Her boyfriend used her. Her best friend betrayed her. She can’t believe this is the future she chose. On top of that, her ability is acting up. She’s always been able to Search the future when presented with a choice. Now she can manipulate and slow down time, too... but not without a price.
When Addie’s dad invites her to spend her winter break with him, she jumps at the chance to escape into the Norm world of Dallas, Texas. There she meets the handsome and achingly familiar Trevor. He’s a virtual stranger to her, so why does her heart do a funny flip every time she sees him? But after witnessing secrets that were supposed to stay hidden, Trevor quickly seems more suspicious of Addie than interested in her. And she has an inexplicable desire to change that.
Meanwhile, her best friend, Laila, has a secret of her own: she can restore Addie’s memories... once she learns how. But there are powerful people who don’t want to see this happen. Desperate, Laila tries to manipulate Connor, a brooding bad boy from school—but he seems to be the only boy in the Compound immune to her charms. And the only one who can help her.
As Addie and Laila frantically attempt to retrieve the lost memories, Addie must piece together a world she thought she knew before she loses the love she nearly forgot... and a future that could change everything.


Opinião:
Ora aqui está o final da duologia pivot point. Num mundo dividido entre pessoas normais e pessoas com habilidades, seguimos um restrito grupo de pessoas com habilidades.
Há algum tempo atrás a Addie investigou o seu futuro e acabou escolhendo aquele percurso por algum motivo, (pediu a Laila para apagar a alternativa da sua memória) porém a vida não lhe está a correr assim tão bem.
Então quando o pai a convida para passar as férias de Inverno com ele, ela não hesita em ir até a parte normal e afastar-se de todo o drama. É aqui que conhece Trevor e a atracção é imediata, porém há algo familiar acerca dele...estará relacionado com o segredo de Laila?
Se no volume inicial a acção era centrada no complexo, esta sequela é dividida entre o complexo e o mundo dos normais. Também acompanhamos aqui dois pontos de vista das melhores amigas, Addie e Laila, o que nos permitiu um melhor seguimento de eventos decorrentes paralelamente, bem como de diferentes perspectivas.
Agradou-me que a eterna "desligada" Laila finalmente começou a nutrir sentimentos por alguém!
Achei muito maldoso o pessoal do complexo fazer acreditar (Spoiler!!!!!) que um familiar estava realmente ali na cidade, para posteriormente revelar-se uma trama completamente diferente! Gostei do rumo que a história tomou, desde o desenvolvimento de habilidades, a capacidade de se perdoar por erros do passado, ultrapassar dificuldades, baixar a guarda, apoiar-se noutros, a introspecção.
Agradou-me igualmente que mesmo sem memória dos possíveis acontecimentos, os sentimentos eram os mesmos para Addie, fez-me pensar e querer acreditar que há coisas pré-destinadas. :) Aconselho. 

Sem comentários:

Enviar um comentário