quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

O oceano no fim do caminho, de Neil Gaiman - Opinião

Título original - The ocean at the end of the lane
Sinopse: Este livro é tanto um conto fantástico como um livro sobre a memória e o modo como ela nos afeta ao longo do tempo. A história é narrada por um adulto que, por ocasião de um funeral, regressa ao local onde vivera na infância, numa zona rural de Inglaterra, e revive o tempo em que era um rapazinho de sete anos. As imagens que guardara dentro de si transfiguram-se na recordação de algo que teria acontecido naquele cenário, misturando imagens felizes com os seus medos mais profundos, quando um mineiro sul-africano rouba o Mini do pai do narrador e se suicida no banco de trás. Esta belíssima e inquietante fábula revela a singular capacidade de Neil Gaiman para recriar uma mitologia moderna.

Opinião:
Li esta obra em pouco tempo, achei misteriosa e queria saber o que se ia passar de seguida. 
Um rapaz fica amigo de Lettie mas a sua família é deveras incomum. Algo estranho está a acontecer na vizinhança e está relacionado com um ser que não é deste mundo. 
Os dois vão ao seu encontro para que Lettie possa bani-lo mas algo acontece e a criatura passa para a nossa dimensão. Isto desencadeia toda uma série de ocorrências que dão o mote para a história.
Bem, nem sei por onde começar! Acima de tudo achei que esta era uma história acerca da amizade. Apesar de terem convivido por um período de tempo, as duas crianças criaram laços bastante fortes. 
Fiquei a reflectir no valor da amizade mas sobretudo no altruísmo, o auto-sacrifício para assegurar o bem estar do próximo. Apenas no final do livro é que temos a revelação bombástica do que de facto se passou há cerca de quatro décadas.
A avó da Lettie é muito perspicaz e vivida, disse algo do género, não há duas pessoas que experimentando a mesma situação tenham a mesma memória dos eventos, vão lembrar-se cada um à sua maneira. Este é deveras um facto.
Entendo que a Lettie e a sua família, as Hempstock eram algum tipo de entidades. Todo o conhecimento e percepção que tinham do mundo e do universo era surreal! Gostei destas personagens e a descrição da Lettie quando vista de dentro do oceano, algo de fantástico. Nota-se que o autor criou este mundo com carinho mas achei partes da história um pouco confusas. Proporcionou uma boa leitura.

Sem comentários:

Enviar um comentário